90 ANOS DA CRIAÇÃO DA DIOCESE DE PONTA GROSSA

Uma festa grandiosa. Festa de todos e de cada um dos 720 mil habitantes dos 17 municípios e das 46 paróquias que integram a Diocese de Ponta Grossa. Afinal, são 90 anos de fundação comemorados no dia 10 deste mês e que merecerão uma programação especial. O ponto alto das festividades acontece no dia 15, às 15 horas, na Catedral, com uma solene celebração eucarística, da qual participarão representantes das 640 comunidades e quando será entregue a ‘chama missionária’, símbolo que marcará o envio dos Grupos de Animação Missionária, recém-criados, justamente, para atender ao apelo do Papa Francisco de uma igreja em permanente estado de missão, uma fisionomia de uma ‘igreja em saída’.DSCN1763

“Toda a Diocese se empenha na busca de formar discípulos missionários, no aprofundamento da prioridade diocesana da renovação paroquial, tendo por modelo o bom samaritano”, ressalta dom Sergio Arthur Braschi, lembrando que esse perfil foi ainda mais intensificado a partir de 2011, quando da publicação das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora.  “Celebramos os 90 anos de nossa história, rendendo graças a Deus pelo caminho percorrido, com seus desafios e alegrias, mas sobretudo pedindo um novo vigor, projetando nossa Diocese para seu centenário”, enfatiza o bispo. As comemorações se estenderão pelo ano todo, com uma exposição itinerante de fotos e documentos, que contarão um pouco da caminhada até aqui. A mostra percorrerá as 46 paróquias.

Na celebração do dia 15, para a qual são esperadas perto de duas mil pessoas, os representantes de cada uma das 640 comunidades trarão uma imagem do santo padroeiro da capela a que pertencem para receber uma bênção especial. Será divulgado vídeo sobre a história da criação da Diocese, com depoimentos de alguns bispos que já passaram pela região. O material também percorrerá as comunidades ao longo deste ano. “Convidamos o povo de Deus, as autoridades constituídas e toda sociedade para se alegrarem conosco, neste ano Jubilar da Misericórdia, no qual, celebrando 90 anos de anúncio do Evangelho, queremos ser uma Diocese Samaritana: Misericordiosa e Missionária”, enfatiza dom Sergio.DSCN1801

 

História

A Diocese de Ponta Grossa foi criada aos 10 de maio de 1926 por intermédio da bula ‘QUUM IN DIES NUMERUS’ do Papa Pio XI, desmembrada da Diocese de Curitiba, até então a única existente no Paraná. Inicialmente, compreendia uma vasta região do Paraná: a região central, partes do Oeste e do Sudoeste do Estado.

A nova Diocese era formada por 12 paróquias: Ponta Grossa, Castro, Cruz Machado, Guarapuava, Imbituva, Ipiranga, Ivaí, Palmas, Prudentópolis, Rio Claro, Tibagi e União da Vitória. Destas, atualmente, três são dioceses desmembradas de Ponta Grossa: Palmas, Guarapuava e União da Vitória. Durante os quatro primeiros anos de sua fundação a Diocese de Ponta Grossa foi governada por dom João Francisco Braga, 1º Arcebispo da Arquidiocese de Curitiba, designado como seu administrador apostólico.DSCN1949

Atualmente, a Diocese tem como sede a cidade de Ponta Grossa e se estende por uma faixa de 16 municípios: Ortigueira, Reserva, Imbaú, Telêmaco Borba, Tibagi, Irati, Teixeira Soares, Fernandes Pinheiro, Imbituva, Guamiranga, Ipiranga, Ivaí, Castro, Ventania, Piraí do Sul, Carambeí. Constitui-se por 46 paróquias, 640 comunidades e conta com inúmeras congregações religiosas que desempenham importantes serviços sociais.

Nesse encontro em Ponta Grossa, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, suas 16 comunidades com os 16 padroeiros estiveram presentes, contando com o nosso pároco Pe. Primo, e os diáconos Reginaldo e Paulo.

Mais informações na nossa TV Web Fátima no Matriz News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *